A chegada do Twitter da Meta: o aplicativo está programado para ser lançado no próximo mês

O lançamento do novo aplicativo descentralizado da Meta, concorrente do Twitter, já está sendo anunciado para criadores selecionados

O mais novo concorrente do Twitter está chegando!

O novo aplicativo social da Meta, que será focado em atualizações curtas baseadas em texto, está prestes a ser lançado e os criadores selecionados já estão sendo informados sobre os detalhes.

Temporariamente chamado de “Barcelona”, o aplicativo promete trazer uma nova experiência de compartilhamento de mensagens curtas e atualizações para os usuários.

 

Como funcionará o novo aplicativo?

O novo aplicativo é uma versão simplificada do Twitter, com um formato de feed mais próximo a um bate-papo em grupo.

Essa abordagem foi intencional, considerando que, nos últimos anos, as conversas no Instagram migraram cada vez mais para mensagens diretas (DMs), enquanto o feed principal se tornou um espaço de descoberta, com os usuários se afastando da postagem pública.

Com isso em mente, o “Barcelona” foi projetado para ser como um grande chat em grupo ao qual qualquer pessoa pode se juntar, apresentando semelhanças conceituais com o Twitter, mas com a interface do Instagram.

 

Como usar?

Os usuários terão a possibilidade de acessar o aplicativo utilizando suas credenciais do Instagram, incluindo nome de usuário, e sincronizar seus seguidores da plataforma.

No novo aplicativo, será permitido fazer publicações de texto de até 500 caracteres, além de adicionar links, fotos e vídeos com duração de até 5 minutos.

Além disso, os usuários terão a opção de interagir com as postagens através de curtidas, respostas e repostagens, semelhante à funcionalidade de retweet no aplicativo do Twitter.

 


Uma abordagem descentralizada

O novo aplicativo está sendo construído com um back-end descentralizado.

Essa iniciativa marca a primeira tentativa da empresa de criar uma rede descentralizada, com o objetivo de tornar seus perfis compatíveis com outros sistemas descentralizados.

A Meta acredita que essa abordagem proporcionará maior interoperabilidade e integrabilidade com outras plataformas descentralizadas.

De acordo com a empresa:

Os usuários de aplicativos [como o Mastodon] poderão pesquisar, seguir e interagir com seu perfil e seu conteúdo se você for público, ou se for privado e aprová-los como seguidores. Isso permite que você alcance novos públicos sem trabalho adicional. Além disso, os criadores podem ser qualificados para serem recomendados a pessoas que ainda não os seguem.

Portanto, embora seja visto como um concorrente do Twitter — o que, de certa forma, é — o projeto também é uma tentativa da Meta de se alinhar melhor às tendências de uso em evolução, ao mesmo tempo em que experimenta a descentralização e a capacidade de um sistema mais aberto para atender melhor os usuários das redes sociais, em diversas frentes.

Fonte: Social Media Today

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Threads da Meta e Facebook

Ainda tentando! Meta está testando postagens cruzadas do Facebook para Threads

Segundo a Meta, o recurso ainda está em teste para usuários do iOS e pretende facilitar o cruzamento de postagens entre Facebook e Threads

Gemini no Performance Max do Google

Google está adicionando Gemini às campanhas Performance Max

Google anunciou está adicionando seu modelo de linguagem IA Gemini às campanhas Performance Max, para ajudar a criar campanhas mais eficazes

marketplace de criadores instagram

Um portfólio digital para criadores: Instagram traz marketplace de criadores para o Brasil

O novo recurso do Instagram que promete ser um portfólio digital para influenciadores chega ao Brasil e a outros sete países

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.