Alta demanda de anúncios online faz CPC e CPM ficarem mais caros

No primeiro trimestre de 2022 foram investidos R$ 951,2 milhões, contra R$ 675,8 milhões no mesmo período do ano passado

Especialista em marketing digital e anúncios online

Mais lidas!

MESTRES & EXPERTS

A opinião e análise de quem faz resultado no mundo digital.

Importante:

Este texto foi produzido por um de nossos colunistas convidados. Os comentários, análises e opiniões expressos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do Pixeld ou de seus controladores.

alta-demanda-de-nuncios-online

Os anúncios online já são uma prática comum entre as empresas que desejam promover seus produtos e serviços. A escolha da internet como mídia de publicidade tem tido um crescimento expressivo nos últimos anos, principalmente após o início da pandemia causada pela Covid-19.

O Cenp-Meios, sistema que totaliza os investimentos em mídia por agências, apresentou dados que comprovam o aumento dos investimentos em anúncios online, os quais somam R$ 6,6 bilhões em compra de mídia no ano de 2021, sendo 74,2% a mais que o valor gasto no ano anterior.

Somente nos três primeiros meses de 2022, o valor investido em publicidade digital foi de R$ 951,2 milhões, sendo que, no mesmo período do ano passado, esse montante foi de R$ 675,8 milhões.

 

Alta demanda x aumento dos custos

Em decorrência da alta demanda dos anúncios na internet, os custos para a compra de mídia digital têm sido elevados, fazendo com que as empresas invistam mais para vencer a disputa por um espaço de destaque no meio digital.

Exemplo disso são os aumentos constantes do CPM (custo por mil impressões/visualizações) e CPC (custo por clique) observados nas principais plataformas existentes no mercado. Quando avaliamos a concorrência entre as gigantes da tecnologia, o Google parece estar levando a melhor em relação a Meta.

 


Disputa entre gigantes

Dados apresentados pela Alphabet, empresa controladora do Google, mostram que os investimentos publicitários do segundo trimestre deste ano tiveram um aumento de 11,6%, o que levou a uma alta de 13% do total dos lucros obtidos pela empresa, em relação ao mesmo período de 2021.

Já a empresa comandada por Mark Zuckerberg*, registrou queda de 1% no ano a ano*. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 27, quando a Meta divulgou que a receita de anúncios obtida no segundo trimestre de 2022 foi de US$ 28,15 bilhões, contra US$ 28,58 bilhões, em 2021, e US$ 28,85 bilhões no ano anterior. Quedas semelhantes foram reportadas também pelo Twitter e Snapchat.

Tais resultados podem sugerir que os anunciantes estão tendo melhores resultados no Google Ads do que em outras plataformas e, portanto, migrando recursos de uma rede para outra.

Escrito por:

Isso pode te interessar:

VEJA TAMBÉM:

Conteúdo multiplataforma

Seu negócio precisa estar em vários lugares! Veja as vantagens do conteúdo multiplataforma

Conheça as vantagens e benefícios do conteúdo multiplataforma para a fidelização e visibilidade da marca para os seus clientes

Pessoas mais velhas estão usando o TikTok

O TikTok agora não é mais só para jovens, mostra pesquisas

De acordo com pesquisas do Pew Research Center, mais de 40% dos usuários do TikTok estão na faixa de 30 e 40 anos

Modelo de negócio por assinatura

Modelos de negócios por assinatura, vale a pena para você?

O Modelo de Negócio por Assinatura pode ser ótimo para sua empresa, entenda como vender seus produtos ou serviço de forma recorrente

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.