As polêmicas de Elon Musk podem prejudicar os anúncios no Twitter?

Relembre as principais problemáticas que envolvem o dono da rede do passarinho e saiba como isso pode impactar no seu plano de marketing

Depois de que Elon Musk assumiu total controle sobre o Twitter, com a aquisição da empresa por cerca de US$ 44 bilhões, muitas empresas passaram a repensar suas ações de publicidade na plataforma, de modo a evitar possíveis prejuízos causados pelos altos e baixos da rede social.

Mas será que anunciar na rede do passarinho significa, mesmo, um risco para os seus negócios? A realidade é que tudo vai depender da forma como você encara as polêmicas que envolvem o nome de Musk e o Twitter.

 

Principais polêmicas protagonizadas por Elon Musk no Twitter

De outubro para cá, a rede social protagonizou o noticiário global, por diversas vezes, ao restabelecer contas banidas do Twitter, criar duras regras de trabalho, enviar memes sobre a saída de funcionários, abandonar as políticas de desinformação sobre Covid, cobrar pelo selo de verificação de usuários, e mais.

Neste artigo, vamos entender como as decisões de Elon Musk podem, ou não, impactar nos anúncios de sua empresa.

 

Restabelecimento de contas banidas

Na semana passada, Elon Musk comunicou, em sua conta no Twitter, que começaria a supervisionar o restabelecimento de, aproximadamente, 62 mil perfis banidos por violações de regras passadas do app.

Problema: a atitude gerou preocupação de especialistas, uma vez que esses usuários já tiveram um comportaram incorreto na rede social, como a prática de assédio ou abuso, golpes e outras condutas anteriormente proibidas pela plataforma.

O retorno dessas contas poderá impactar na experiência dos usuários, no posicionamento dos anúncios, além de diminuir o engajamento no aplicativo.

O que diz Elon Musk: o dono do Twitter afirma que os usuários não violaram as regras e a decisão do restabelecimento das contas se deve ao fato de possuírem grande poder de influência e, por isso, poderão voltar a usar o aplicativo em breve. Dessa forma, contas como a de Donald Trump, Jordan Petersen, The Babylon Bee e muitos outros já foram reativadas.

 

Política de desinformação sobre Covid

A política de desinformação sobre a Covid-19 deixou de ser aplicada a partir de 23 de novembro, devido à ampla aderência da população às vacinas. Desde então, caso um usuário publique mentiras sobre o tema, esses tweets não contam mais com o rótulo de aviso de conteúdo enganoso sobre o vírus.

Embora as publicações mentirosas sobre a Covid-19 tenham diminuído, entre janeiro e setembro de 2022, ou seja, passou de 23 mil para 602 tweets, o impacto da não utilização do rótulo pode ser variável para cada empresa.

Interferência de Musk nas decisões: o atual dono do Twitter assumiu a empresa em outubro de 2022, por isso, é possível que a decisão de reduzir as políticas de desinformação sobre Covid não esteja relacionada a Musk.

 

Cobrança pelo selo de verificação

Elon Musk impôs uma condição, para lá de polêmica, para que os usuários solicitem o selo azul de verificação de perfil: o pagamento de US$ 8 mensais. Para isso, o atual proprietário do Twitter vai oferecer proteção extra aos usuários, para evitar falsificações de identidade.

Quando disponibilizados, os selos terão diferentes cores para identificação de perfis, tais como: cinza para contas relacionadas às entidades governamentais, dourado para as empresas, e azul para pessoas físicas, celebridades ou não.

Deu o que falar: com o lançamento precoce da cobrança pelo selo, pessoas de má fé usaram o recurso para criar contas falsas de empresas, gerando uma grande confusão entre os consumidores e as marcas.

O problema é que, com a redução no número de funcionários, fica difícil acreditar que o Twitter dará conta de avaliar se os pedidos de verificação realmente têm direito ao selo, seja ele qual for.

A solução do passarinho azul: o Twitter está implementando vários recursos para evitar a distribuição de selos para contas falsas e, para isso, todos os perfis que fizerem a solicitação, deverão pagar a mensalidade de US$ 8 para terem a conta verificada.

 


As incertezas do Twitter vão impactar negativamente as empresas?

Ainda não sabemos ao certo como as problemáticas que envolvem o Twitter vão acabar. É interessante analisar se a pausa das campanhas de algumas marcas poderá beneficiar outras, já que a concorrência de entrega dos anúncios pode tornar-se menor. Vale a pena testar.

Outro ponto importante nessa fase, é estar sempre antenado sobre o desenrolar de cada uma das questões em aberto na rede social, para que possa tomar as melhores decisões sobre a divulgação de sua marca, durante cada momento.

Aqui na Pixeld, você recebe todas as atualizações sobre o Twitter e outros assuntos relacionados. Portanto, mantenha-se conectado conosco!

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Threads da Meta e Facebook

Ainda tentando! Meta está testando postagens cruzadas do Facebook para Threads

Segundo a Meta, o recurso ainda está em teste para usuários do iOS e pretende facilitar o cruzamento de postagens entre Facebook e Threads

Gemini no Performance Max do Google

Google está adicionando Gemini às campanhas Performance Max

Google anunciou está adicionando seu modelo de linguagem IA Gemini às campanhas Performance Max, para ajudar a criar campanhas mais eficazes

marketplace de criadores instagram

Um portfólio digital para criadores: Instagram traz marketplace de criadores para o Brasil

O novo recurso do Instagram que promete ser um portfólio digital para influenciadores chega ao Brasil e a outros sete países

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.