Não cometa este erro! Conheça um erro comum cometido pelos anunciantes da Meta

Jon Loomer fala sobre um erro comum relacionado à taxa de conversão e uma tentativa de dimensionar os anúncios no Meta Ads

Jon Loomer, estrategista de anúncios do Facebook, alertou, em seu site, sobre um erro comum cometido pelos anunciantes da Meta relacionado à taxa de conversão e uma tentativa de dimensionar os anúncios.

De acordo com ele, há uma tentação, da parte dos anunciantes, em tentar enganar o algoritmo do Meta Ads, mesmo sendo improvável que funcione.

Por esse motivo, ele mostra qual é esse erro e como não cometê-lo, para que não afete a sua taxa de conversão, e são essas dicas que traremos neste artigo.

 

Taxa de conversão e oportunidade

Como um bom profissional de marketing, você deve prestar atenção às métricas do seu site com o Google Analytics, até mesmo como uma forma de otimizar e melhorar o desempenho dele.

Mas como você pode aproveitar essas informações?

Você percebe que tem uma taxa de conversão de 10% na página de destino de um determinado produto. É a combinação perfeita de um bom produto, oferta e fluxo de compra.

Dessa maneira, você pretende melhorar a receita.

Uma forma de fazer isso é melhorando o tráfego para essa página de produto de alto desempenho.

 


O erro

De acordo com Loomer, a partir disso, você vem com uma ideia, sente-se superinteligente e não consegue acreditar que nunca havia pensado nisso antes.

Como você sabe direcionar o tráfego com anúncios do Facebook, você pode fazer isso muito barato, e essa é a maneira perfeita de escalar.

Se você enviar 100 pessoas, pode esperar que 10 sejam convertidas. Se você enviar 1.000 pessoas, 100 serão convertidas. Que tal um milhão?

Tudo isso pode funcionar, porque você fez um ótimo trabalho com a página de destino do produto. Assim, tudo que você precisa fazer é enviar o tráfego. A página de destino fará o resto.

Então você configura uma campanha, com o objetivo principal de enviar o máximo de tráfego possível com o menor custo. Você executa uma campanha de tráfego otimizada para cliques em links ou visualizações da página de destino.

 

Os resultados

Mesmo que essa campanha tenha enviado uma tonelada de tráfego, não houve, ainda, nenhuma conversão. Nada.

Você espera mais um pouco e gasta US$ 100, então US$ 1000, você enviou milhares de pessoas para a página de destino do produto, mas não conseguiu mais do que uma venda ou duas.

Algo está, claramente, errado.

As pessoas estão clicando no seu produto, o que demonstra interesse da parte delas, mas praticamente ninguém está comprando.

Essa campanha envia uma tonelada de tráfego. E ainda, nenhuma conversão. Nada.

O que aconteceu com essa incrível taxa de conversão? O que antes era 10%, agora está bem abaixo de 1%.

Você entrou nessa empolgado com as perspectivas de grandes lucros e na verdade perdeu dinheiro.

 

O que deu errado?

Na verdade, de acordo com Jon Loomer, é simples: você tentou enganar o algoritmo.

Você fez suposições, e isso nunca é uma boa ideia. Você assumiu que o tráfego que aparece no Google Analytics é o mesmo que você poderia enviar com um anúncio do Facebook otimizado para cliques.

Você presumiu que, se as pessoas clicaram em seu anúncio, elas devem estar interessadas em seu produto. E como a página de destino é eficaz, uma porcentagem previsível desse tráfego deve resultar em vendas.

Mas não é isso que acontece quando você otimiza para cliques em links ou visualizações de páginas de destino.

Dessa forma, você aprendeu uma lição importante: nem todos os cliques são iguais.

É bem possível que a taxa de conversão de 10% reflita o tráfego orgânico. As pessoas que chegaram a esta página de destino o fizeram por conta própria. Seus links, e-mails e mensagens de marketing ajudaram. Mas não era algorítmico.

O algoritmo de anúncios da Meta teve apenas uma preocupação quando você criou seu conjunto de anúncios otimizado para cliques em links ou visualizações de páginas de destino: obtenha cliques em links ou visualizações de páginas de destino com o menor custo.

Assim, não se preocupe com o que essas pessoas farão depois de acessar seu site. Não importa.

O algoritmo encontrará vantagens – até mesmo fraquezas – no sistema para encontrar cliques baratos para você.

Podem ser pessoas que simplesmente clicam em tudo, podem ser cliques acidentais devido ao posicionamento, pode até ser uma fraude de cliques que ainda não foi sinalizada pelo sistema.

Mas esse tráfego não será tão bom quanto o que você normalmente obtém.

 

O que você deveria fazer

Se você deseja aumentar as compras com seus anúncios, execute uma campanha de vendas otimizada para compras.

Loomer afirma que a razão para isso é simples: o algoritmo distribuirá seus anúncios e fará ajustes na entrega com base em quão bem você atinge esse objetivo.

Se você otimizar para cliques em links ou visualizações de páginas de destino, o algoritmo se concentrará nisso. Se você otimizar para Compras, o algoritmo não ficará satisfeito a menos que você obtenha vendas.

Claro, você verá que as métricas de nível de superfície podem parecer melhores ao otimizar para o clique. Você obterá taxas de cliques altíssimas e o menor custo por clique. Assim, precisará gastar mais para obter cliques ao otimizar para conversões, e isso pode ser enganoso.

É preciso se lembrar de que a taxa de conversão de 10% (ou qualquer que seja essa taxa) não está no vácuo. Essa taxa não será mantida, independentemente do tráfego que você enviar.

Se você não conseguir otimizar para uma compra, retorne ao funil a partir daí.

Experimente Iniciar Check-out, Adicionar ao Carrinho ou até mesmo um evento personalizado para um Visitante de Qualidade. Mas o último recurso deve ser cliques em links ou visualizações de páginas de destino.

Mesmo assim, segundo o estrategista, você provavelmente está queimando dinheiro.

Para saber mais, assista ao vídeo que Jon Loomer gravou sobre o assunto:

 

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Threads da Meta e Facebook

Ainda tentando! Meta está testando postagens cruzadas do Facebook para Threads

Segundo a Meta, o recurso ainda está em teste para usuários do iOS e pretende facilitar o cruzamento de postagens entre Facebook e Threads

Gemini no Performance Max do Google

Google está adicionando Gemini às campanhas Performance Max

Google anunciou está adicionando seu modelo de linguagem IA Gemini às campanhas Performance Max, para ajudar a criar campanhas mais eficazes

marketplace de criadores instagram

Um portfólio digital para criadores: Instagram traz marketplace de criadores para o Brasil

O novo recurso do Instagram que promete ser um portfólio digital para influenciadores chega ao Brasil e a outros sete países

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.