Confirmado! Meta começará a cobrar pelo selo azul de verificação

Meta lança teste inicial do "Meta Verified" programa de verificação paga para usuários do Instagram e Facebook

Parece que o pesquisador de aplicativos Alessandro Paluzzi não erra em suas descobertas!

No início do mês havíamos noticiado as especulações quanto à Meta iniciar uma assinatura que possibilitasse que as pessoas pagassem para obter o selo azul de verificação — assim como o Twitter fez com o Twitter Blue.

E assim se fez, Mark Zuckerberg, CEO da Meta, anunciou que a empresa está lançando um teste de um programa de verificação pago.

“Bom dia e anúncio do novo produto: esta semana estamos começando a lançar o Meta Verified — um serviço de assinatura que permite que você verifique sua conta com um ID do governo, obtenha um crachá azul, obtenha proteção extra contra a identidade de contas que afirmam ser você, e obtenha acesso direto ao suporte ao cliente. Esse novo recurso visa aumentar a autenticidade e a segurança em nossos serviços. Meta Verified começa em $ 11,99 / mês na web ou $ 14,99 / mês no iOS. Estaremos lançando na Austrália e na Nova Zelândia esta semana e em mais países em breve.”

 

Como funcionará o “Meta Verified”?

De acordo com a Meta:

Para ajudar criadores promissores a aumentar sua presença e construir uma comunidade mais rapidamente, começaremos a testar uma nova oferta chamada Meta Verified, um pacote de assinatura no Instagram e Facebook que inclui um crachá verificado, que autentica sua conta com ID do governo, proteção de conta proativa, acesso ao suporte de conta e maior visibilidade e alcance. Estamos começando com um teste gradual na Austrália e na Nova Zelândia no final desta semana para aprender o que é mais valioso e esperamos trazer o Meta Verified para o resto do mundo em breve.

De acordo com a Meta, duas das principais demandas de seus usuários são aprimoramentos no processo de verificação e suporte à conta. Por outro lado, os criadores de conteúdo estão constantemente buscando maneiras de aumentar sua visibilidade.

O novo programa atenderá a essas demandas e estará disponível inicialmente por US$ 11,99 mensais na plataforma web, ou US$ 14,99 mensais para iOS e Android, que incluem as taxas correspondentes às lojas.

Com o objetivo de evitar a criação de contas falsas, é necessário que os clientes apresentem uma identificação governamental que corresponda ao nome e à foto do perfil para obter o selo azul. Além disso, para ser elegível, o usuário precisa ter mais de 18 anos.

 

E as contas já verificadas?

Em comunicado, a Meta esclareceu que não haverá alterações nas contas já verificadas.

Anteriormente, a verificação era para usuários “autênticos e notáveis”.

De acordo com um porta-voz da Meta:

Estamos evoluindo o significado do selo azul para focar na autenticidade, para que possamos expandir o acesso de verificação a mais pessoas. Exibiremos a contagem de seguidores em mais lugares para que as pessoas possam distinguir quais contas são figuras públicas notáveis entre contas que compartilham o mesmo nome.

 


Uma nova era para o selo de verificação

O famoso selo azul, utilizado na maioria das redes sociais para identificar celebridades e outros usuários notáveis está passando por uma era de mudanças, que foi “puxada” por Elon Musk.

O bilionário percebeu que muitos usuários comuns e criadores menores buscavam por esse tipo de reconhecimento, por isso criou uma forma de essas pessoas fornecerem um tipo de renda ao Twitter e, assim, receberem o selo de verificação.

O bilionário fez da verificação paga um ponto-chave de venda para a plataforma, o que parece ter sido uma boa sacada, tendo em vista que a empresa já está arrecadando cerca de US$ 7 milhões por trimestre com as assinaturas do Twitter Blue.

A Meta notou que esse podia ser um comércio lucrativo e não perdeu tempo para implementar uma assinatura que pudesse complementar seu faturamento.

Como essa nova era funcionará? Só saberemos na prática. E é por isso mesmo que você não pode deixar de acompanhar a nossa Newsletter, que nunca te deixa desatualizado sobre o mundo do marketing digital.

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Erico Rocha

O futuro do marketing digital segundo Erico Rocha: avanços surpreendentes à vista

Conheça a visão de Erico Rocha sobre o futuro do marketing digital, com avanços tecnológicos e oportunidades em um mercado em expansão

Algoritmo do YouTube

Algoritmo do YouTube: o que você precisa saber em 2023

Em uma entrevista, Todd Beaupre discutiu o futuro do algoritmo e suas implicações para os criadores em 2023, conheça a visão da empresa

Nome de usuário WhatsApp

Os números de telefone chegando ao fim: WhatsApp agora usará nomes de usuários

WhatsApp está testando um recurso que permite que as pessoas sejam achadas pelo nome de usuário no aplicativo, deixando os números privados

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.