Quais fatores você deve considerar para sua estratégia de remarketing no Facebook?

Jon Loomer revela alguns fatores a serem considerados sobre a porcentagem que você deve reservar para remarketing de clientes

Quando se trata de campanhas de anúncios no Facebook, uma questão recorrente surge: qual porcentagem do orçamento deve ser reservada para o remarketing direcionado a clientes atuais e visitantes do site?

Baseando-se nessa pergunta que Jon Loomer, especialista em anúncios do Facebook, resolveu se aprofundar no assunto e fornecer alguns fatores a se pensar sobre o remarketing nos anúncios do Facebook.

Sendo assim, abordaremos a visão do especialista, visitando os fatores a serem considerados para que você otimize seus investimentos e alcance resultados efetivos por meio dessas estratégias.

 

Siga a regra do 80-20 — com ressalvas

As orientações para a alocação de orçamento no remarketing costumam atrair a atenção devido às regras de ouro e números redondos.

Um exemplo é a conhecida regra 80-20, que sugere destinar 80% do orçamento para audiências frias e 20% para o remarketing.

No entanto, é importante ressaltar que essa é apenas uma diretriz inicial.

Loomer enfatiza que o objetivo é encontrar o equilíbrio adequado para alcançar os melhores resultados em suas campanhas de remarketing.

Sendo assim, ele recomenda adaptar essa abordagem com base em alguns fatores:

 

1. Qual é o seu orçamento total?

O especialista deixa claro que essa consideração é de extrema importância.

Quando o orçamento é limitado, é recomendável dedicar uma proporção maior para o remarketing. Por quê? Porque é onde se encontram as oportunidades mais promissoras.

Vamos supor que seu produto tenha o valor de R$ 500 e seu orçamento diário seja de apenas R$ 10. É possível que, ao direcionar seus esforços para um público frio, você não consiga realizar nenhuma venda em um mês inteiro.

Além disso, você deseja evitar ao máximo a fase de aprendizado do algoritmo (embora, nesse caso, seja praticamente impossível).

O que Loomer sugere não é que você não tente atingir um público frio nesse exemplo, mas que é mais provável que você obtenha melhores resultados concentrando-se no remarketing, direcionando seus esforços para:

  • Clientes existentes;
  • Visitantes do site;
  • Pessoas que abandonaram o carrinho de compras.

Por outro lado, se seu orçamento diário for de R$ 1.000, você pode dedicar uma parcela maior para o público frio, especialmente se o público-alvo do remarketing for reduzido, o que nos leva ao próximo fator.

 

2. Qual é o tamanho do seu público de remarketing?

Imagine que lhe digam para gastar R$ 200 por dia em remarketing, mas você tem um novo negócio sem uma lista de e-mails e com um tráfego mínimo no site.

Isso não faz sentido, certo? Você esgotará rapidamente esse público e a eficácia dos seus anúncios de remarketing diminuirá consideravelmente.

É verdade que, se você estiver investindo R$ 800 por dia na segmentação de públicos frios, seu público de remarketing será alimentado diretamente pelo tráfego de publicidade.

No entanto, Loomer ainda aconselha que você comece com cautela e expanda ao longo do tempo.

Por outro lado, se você recebe cerca de 500.000 visitantes mensais no site e possui uma lista de e-mails com mais de 100.000 pessoas, ignorar a oportunidade de alcançar essas pessoas seria um desperdício.

O especialista afirma que:

Se você tem um grupo de indivíduos que já demonstraram interesse, já fizeram compras anteriormente e provavelmente comprariam novamente, é sua responsabilidade alcançá-los.

 

3. Os clientes repetidos são comuns?

Se você vende grãos de café e possui uma lista significativa de clientes, essas são as pessoas que provavelmente farão compras repetidas.

Elas esgotarão seu estoque e precisarão de você novamente. Além disso, elas podem comprar para si mesmas e também indicar para amigos.

Nesse caso, o remarketing pode ocupar uma parcela maior do seu orçamento. Essas são as pessoas que você deseja alcançar continuamente.

No entanto, se você vende um software, a abordagem é diferente.

Depois que alguém adquire esse software, pode não haver motivo para adquiri-lo novamente, a menos que você tenha uma atualização ou outro software relacionado.

Dessa vez, sua lista de clientes não é tão relevante para a segmentação.

Após a compra, é provável que você queira excluí-los da segmentação de remarketing.

Nesse caso, de acordo com Loomer, seu foco será no engajamento recente e nos visitantes do site, em vez dos clientes atuais.

 

4. Quão lucrativa é a sua publicidade quando você segmenta públicos frios?

Segundo o especialista, esta pergunta pode ser a mais importante.

Você deve se perguntar se é eficaz e lucrativo segmentar públicos frios na sua publicidade.

Se for altamente lucrativo, o potencial de alcançar um público não explorado é praticamente ilimitado. Se possível, invista mais.

No entanto, se a segmentação de público frio estiver consumindo seu orçamento sem retorno, mas o remarketing estiver funcionando bem, Loomer afirma ser mais sensato direcionar mais recursos para o remarketing — desde que você tenha um público grande o suficiente para sustentar esse orçamento mais elevado.

É um equilíbrio. Você quer novos clientes. Você deseja executar publicidade lucrativa. Ajuste esses mostradores para encontrar a combinação certa — diz Loomer.

 


Então o remarketing vale mesmo a pena?

De acordo com Jon Loomer, é importante abordar esse tema.

Por mais que algumas pessoas argumentem que, com os avanços na segmentação ampla, não é mais necessário reservar uma parte do orçamento para o remarketing, ele concorda que a eficácia da segmentação ampla impacta o remarketing.

Segundo ele, a razão pela qual a segmentação ampla funciona é porque o algoritmo é capaz de direcionar pessoas que visitam o seu site e interagem com você. Assim, o remarketing já está incorporado nesse processo.

O especialista dá seu próprio exemplo, que raramente utiliza o remarketing “geral”.

Isso ocorre quando se segmenta todos os visitantes do site ou todas as pessoas que interagem com a página do Facebook.

“Exemplo da segmentação geral dada pelo especialista Jon Loomer no Facebook.”

Em vez disso, sua abordagem para o remarketing é direcionada a públicos extremamente pequenos, mas altamente engajados.

Ele se concentra em cenários como carrinhos abandonados ou qualquer outro grupo de pessoas que se mostraram extremamente valiosas:

Em vez disso, a maior parte do meu remarketing é para públicos extremamente pequenos, mas hiperquentes.

Isso incluiria cenários de carrinhos abandonados ou quaisquer outros grupos de pessoas que provaram ser extremamente valiosos.

Às vezes, esses grupos valiosos são encontrados em lugares surpreendentes.

Um grupo que acompanho com grande sucesso são aqueles que assistem meus Reels.

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Google Ads

Checklist do Google Ads: 5 maneiras de auditar e otimizar suas campanhas

Aumente seu sucesso no Google Ads! Audite, otimize e direcione o público certo para maximizar o ROI e as conversões

Não pague à Apple! Meta compartilha dicas para evitar taxas de impulsionamento de posts

A Meta publicou um infográfico dando quatro dicas para anunciantes evitarem a taxa de 30% da Apple ao impulsionar seus anúncios

Telegram ou WhatsApp? O que usar no seu marketing

Telegram ou WhatsApp: qual usar no seu marketing?

Telegram ou WhatsApp? Qual usar dentro das suas estratégias de marketing? A resposta não é tão simples quanto parece.

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.