Telegram é suspenso no Brasil, entenda por quê

A Justiça Federal determinou a suspensão do Telegram das lojas da Apple e do Google após recusa de entrega de dados pelo aplicativo, entenda

A Justiça Federal do Espírito Santo determinou a suspensão do Telegram e sua remoção das lojas App Store e Play Store nesta quarta-feira (26), após o aplicativo não entregar todos os dados solicitados pela Polícia Federal em uma investigação sobre grupos neonazistas.

O Ministério da Justiça já havia ameaçado abrir um processo administrativo contra o app por não tomar medidas contra grupos extremistas.

A ordem foi para que as operadoras e as lojas de aplicativos retirassem o aplicativo do ar imediatamente.

 

Por que o Telegram foi suspenso no Brasil?

A Polícia Federal emitiu uma ordem de suspensão do Telegram por não ter entregue dados sobre grupos extremistas no aplicativo.

Segundo a PF, esses grupos estariam corrompendo menores de idade, incitando-os a praticar atos antissemitas e racistas e incentivando ações terroristas, como os recentes atentados em escolas no Brasil.

Além da PF, o ministro da Justiça, Flávio Dino, já havia anunciado um processo administrativo contra o app devido à falta de medidas para combater esses grupos e ações.

De acordo com um trecho da decisão da Justiça Federal:

Os fatos demonstrados revelam o evidente propósito do Telegram de não cooperar com a investigação em curso.

O Telegram tem sido utilizado para disseminar conteúdo racista, antissemita e terrorista, mas suas diretrizes sobre o assunto não são claras.

A multa diária pelo descumprimento da ordem é de R$ 1 milhão por dia enquanto mantiver a recusa à entrega dos documentos.

 


Há alguma previsão de retorno?

Até o momento, a empresa ainda não se manifestou sobre a suspensão no país.

Sendo assim, não há previsão de retorno de funcionamento do Telegram.

Isso porque é necessário, primeiro, que o aplicativo colabore com os órgãos federais para, então, ter seu funcionamento liberado novamente.

 

O que fazer enquanto o Telegram está suspenso?

Se você trabalha com o aplicativo, não há muito o que fazer no momento se não procurar alternativas.

Algumas das alternativas para o Telegram são o Signal, o Viber e o próprio WhatsApp.

Ainda que não sejam exatamente a mesma coisa, todos eles têm funcionalidades muito similares, incluindo grupos.

Até mesmo o Instagram, com seus Canais, podem ser uma boa alternativa, caso você utilize o Telegram para se comunicar com o seu público.

Assim que houver mais notícias sobre o possível retorno do aplicativo, noticiaremos por aqui, então não deixe de ficar ligado no Pixeld!

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Google Ads

Checklist do Google Ads: 5 maneiras de auditar e otimizar suas campanhas

Aumente seu sucesso no Google Ads! Audite, otimize e direcione o público certo para maximizar o ROI e as conversões

Não pague à Apple! Meta compartilha dicas para evitar taxas de impulsionamento de posts

A Meta publicou um infográfico dando quatro dicas para anunciantes evitarem a taxa de 30% da Apple ao impulsionar seus anúncios

Telegram ou WhatsApp? O que usar no seu marketing

Telegram ou WhatsApp: qual usar no seu marketing?

Telegram ou WhatsApp? Qual usar dentro das suas estratégias de marketing? A resposta não é tão simples quanto parece.

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.