Mantenha seu público atento: Marcos Paulo fala sobre o gatilho da história e como usá-lo

Aprenda com os insights do estrategista digital Marcos Paulo a utilizar histórias envolventes para impactar seu marketing digital

O poder das histórias é universal. Desde a infância, somos atraídos por narrativas que nos cativam e emocionam.

Nesse contexto, o estrategista digital Marcos Paulo trouxe, em um dos seus vídeos, ensinamentos valiosos sobre como usar o gatilho da história para criar conexão com o seu público. 

Sendo assim, vamos explorar neste artigo alguns dos insights trazidos pelo estrategista sobre gatilhos mentais e como utilizar boas histórias em suas estratégias de marketing digital para prender a atenção e impulsionar o engajamento.

 

O que são gatilhos mentais?

Gatilhos mentais são como pequenos botões mágicos para nossa mente. Eles são palavras, imagens ou situações que acionam sentimentos e reações.

De acordo com Marcos Paulo:

Gatilho Mental é aquilo que vai chamar a sua atenção ou vai fazer você tomar uma ação. De duas, uma: quando você for usar um gatilho mental, ele serve para chamar a atenção das pessoas ou para ajudar, induzir, fortificar a pessoa tomar uma decisão.

Sabe aquela vontade de comprar algo que viu em um anúncio? Pois é, pode ter sido influenciada por algum desses gatilhos em ação. É como ter um empurrãozinho amigável na direção que alguém quer que a gente siga.

 

Os gatilhos mentais sempre funcionam?

Marcos Paulo enfatiza, ainda, que os gatilhos mentais sempre funcionam desde que sejam íntegros e verdadeiros. 

A autenticidade é crucial para manter a eficácia desses gatilhos, uma vez que qualquer quebra de confiança pode resultar na perda de impacto e influência. É importante não abusar da confiança do seu público ao utilizá-los.

 


O poder da história como gatilho mental

As histórias têm um grande poder como gatilhos mentais! Elas envolvem, fazem torcer por personagens e até fazem sentir as emoções deles como se fossem nossas.

Dessa maneira, elas conseguem mexer com as emoções e pensamentos, guiando suavemente e de forma, às vezes, imperceptível na direção que o contador da história tem em mente.

Segundo Marcos Paulo:

História é uma ótima maneira de ensinar as pessoas, história é um gatilho mental porque prende a atenção ou sugere a tomar uma ação.

Ele destaca que as histórias têm o potencial de influenciar emoções e comportamentos devido à sua capacidade de criar conexões emocionais.

As pessoas são naturalmente atraídas por narrativas que evocam sentimentos como empatia, alegria, tristeza, entre outros.

Assim, ao criar uma história com elementos emocionais, os profissionais de marketing podem garantir que sua mensagem seja não apenas entendida, mas também internalizada de maneira mais profunda.

 

Elementos essenciais para uma boa história

Para maximizar o impacto do gatilho mental da história, Marcos Paulo compartilha uma fórmula de sucesso: toda história deve conter cinco elementos essenciais.

  1. Personagem: que traz a história à vida e permite que a audiência se identifique ou se conecte emocionalmente.
  2. Enredo: que descreve a sequência de eventos e desafios enfrentados pelo personagem.
  3. Narrativa: a maneira como a história é contada.
  4. Tempo: quando a história é contada.
  5. Espaço: onde a história é contada, permitindo que a audiência visualize e se envolva plenamente na narrativa.

O especialista ainda enfatiza que uma boa história, que prende a atenção das pessoas, é aquela que cria pontos em comum com quem está ouvindo ou uma história carregada de “senoide emocional” — ou seja, provocar várias sensações, como raiva, felicidade, risada, ondas emocionais que não deixam que o enredo fique monótono.

 

A sua história é a validação de quem você é

Segundo Marcos Paulo, contar sua história pessoal ou a história por trás de um produto ou método é uma poderosa forma de validação. Ao compartilhar sua jornada ou a criação de um produto, você estabelece autenticidade e constrói confiança com seu público.

Essa validação construída é essencial para criar conexões emocionais e gerar confiança nos consumidores. Quando as pessoas entendem suas origens, motivações e valores, tornam-se mais propensas a se identificar com sua marca e acreditar no que você oferece.

Sendo assim, as histórias pessoais envolventes, que destacam os desafios superados e os objetivos alcançados, têm o poder de inspirar e motivar a audiência. Elas demonstram sua experiência e expertise, tornando você um recurso confiável e influente em seu nicho.

O estrategista também destaca que a história pode funcionar como lastro para métodos e produtos. Ao compartilhar como sua ideia se desenvolveu, você oferece contexto e credibilidade àquilo que oferece.

A validação de sua jornada cria um vínculo emocional entre você e sua audiência, aumentando a probabilidade de conversões.

 

Use as histórias e conquiste o seu público

Em resumo, os gatilhos mentais, em especial o da história, são ferramentas poderosas para prender a atenção do público e influenciar suas ações.

Ao compreender como os gatilhos mentais funcionam e como aplicá-los de maneira estratégica, você poderá criar conteúdo mais impactante, persuasivo e cativante.

Vale lembrar que, para alcançar o sucesso no marketing digital, é essencial adaptar essas técnicas às necessidades e interesses específicos de seu público-alvo.

Portanto, aproveite o poder das histórias como gatilho mental para envolver, inspirar e construir confiança com sua audiência. Siga as dicas compartilhadas por Marcos Paulo e experimente como esse recurso pode transformar sua abordagem de marketing e comunicação.

Confira o vídeo na íntegra:

YouTube video

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Google Ads

Checklist do Google Ads: 5 maneiras de auditar e otimizar suas campanhas

Aumente seu sucesso no Google Ads! Audite, otimize e direcione o público certo para maximizar o ROI e as conversões

Não pague à Apple! Meta compartilha dicas para evitar taxas de impulsionamento de posts

A Meta publicou um infográfico dando quatro dicas para anunciantes evitarem a taxa de 30% da Apple ao impulsionar seus anúncios

Telegram ou WhatsApp? O que usar no seu marketing

Telegram ou WhatsApp: qual usar no seu marketing?

Telegram ou WhatsApp? Qual usar dentro das suas estratégias de marketing? A resposta não é tão simples quanto parece.

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.