Loja de GPT da OpenAI: tudo que você precisa saber sobre o lançamento

Saiba mais sobre os planos da OpenAI para a GPT Store, como funciona e quem pode usá-la e monetizar os GPTs

A OpenAI divulgou nesta quarta-feira (10) o lançamento da GPT Store, uma plataforma online que permite que usuários baixem diferentes variantes do ChatGPT, o renomado chatbot baseado no modelo de linguagem natural GPT-4. Essa inovação está disponível exclusivamente para assinantes dos planos ChatGPT Plus, Team e Enterprise, e ainda não há confirmação sobre a possível disponibilização gratuita no futuro.

A GPT Store apresenta uma ampla seleção de mais de 3 milhões de chatbots personalizados, abrangendo diversas finalidades como pesquisa acadêmica, produtividade, programação, educação e entretenimento. Os próprios usuários têm a capacidade de criar esses chatbots utilizando a ferramenta GPT Builder, permitindo a geração de clones do ChatGPT com características específicas, tudo isso sem a necessidade de programação.

GPT Store
Imagem: OpenAI (Reprodução)

Além disso, a OpenAI anunciou que planeja lançar, no primeiro trimestre deste ano, um programa de remuneração para os desenvolvedores de chatbots. Dessa forma, os criadores dos GPTs serão compensados conforme o sucesso alcançado por seus programas na loja virtual. A GPT Store está acessível tanto na versão web quanto em aplicativos para smartphones.

 

O que você precisa saber sobre a GPT Store

 

1. Os GPTs são chatbots personalizados pelos próprios usuários

Os assinantes do ChatGPT agora têm a oportunidade de criar e comercializar suas próprias variantes da ferramenta, denominadas GPTs.

Essas versões personalizadas, também baseadas no modelo GPT-4 da OpenAI, podem ser ajustadas para realizar tarefas específicas ou discutir sobre temas particulares, combinando instruções, conhecimentos e funcionalidades.

A complexidade dos robôs personalizados pode variar, dependendo da proposta dos criadores, abrangendo desde a aprendizagem de idiomas até fornecer suporte técnico para questões específicas.

 

2. A possibilidade de criação de GPTs está aberta a todos os assinantes

Os usuários dos planos ChatGPT Plus e Enterprise agora têm a capacidade de criar ou adquirir versões personalizadas da ferramenta de IA conforme suas necessidades.

O procedimento envolve a utilização do GPT Builder, uma plataforma na qual os usuários podem fornecer diretrizes de configuração para gerar uma nova ferramenta. Após a formatação, é possível publicar o chatbot, tornando-o disponível para outros assinantes.

Esse recurso possibilita que os usuários personalizem chatbots de acordo com seus conhecimentos, orientando as respostas geradas pela ferramenta por meio de comandos (prompts) e arquivos carregados durante a configuração. Dessa maneira, os novos robôs tornam-se especialistas em funções ou temas específicos.

 

3. Desenvolver um GPT não exige conhecimento em programação

A criação de chatbots personalizados ocorre de forma intuitiva diretamente na plataforma do ChatGPT. Não é necessário possuir habilidades de programação ou familiaridade com códigos específicos; basta fornecer instruções detalhadas para configurar a nova ferramenta, definindo suas funcionalidades e padrões de comportamento.

Além disso, é possível incluir imagens geradas pela própria IA ou fazer o upload de arquivos do dispositivo com apenas alguns cliques. A OpenAI também disponibiliza exemplos de comandos (prompts) para iniciar a conversa com os futuros usuários.

 

4. Os modelos podem fazer uso de todos os recursos do ChatGPT Plus

Assim como o ChatGPT, os GPTs também são fundamentados no modelo de linguagem GPT-4 da OpenAI e têm a capacidade de incorporar todos os recursos disponíveis na plataforma.

Ao criar uma nova ferramenta de IA, é possível, por exemplo, ativar a navegação na web em tempo real e integrar funcionalidades como a geração de imagens por meio do DALL-E.

Além disso, os assinantes podem acrescentar funcionalidades extras aos GPTs utilizando ferramentas de terceiros. Basta fornecer informações sobre o funcionamento e a configuração desses softwares, juntamente com uma descrição de como o chatbot deve utilizá-los.

 

5. Os GPTs dos usuários podem ser comercializados na loja oficial da OpenAI

A loja oficial da OpenAI reúne GPTs desenvolvidos por seus parceiros e pela comunidade de desenvolvedores. Assinantes têm acesso a diversas ferramentas personalizadas, categorizadas por temas como educação, estilo de vida e produtividade.

Entre os GPTs em destaque no momento do lançamento do serviço, destacam-se assistentes virtuais voltados para programação, design de conteúdo no Canva, trilhas personalizadas e pesquisas acadêmicas.

Além disso, a OpenAI lançará um programa de receita para os construtores de GPT, que serão remunerados com base no envolvimento dos usuários com suas ferramentas. O plano será iniciado nos Estados Unidos, e detalhes sobre os critérios de pagamento serão divulgados futuramente.

Com informações de OpenAI, TudoCelular e TechTudo

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Gemini geração de imagem

Google suspende geração de imagens por IA após erros históricos e raciais

O Gemini, ferramenta de IA do Google, gerou imagens dos nazistas e dos fundadores dos EUA como pessoas negras, gerando debate sobre racismo

Threads da Meta e Facebook

Ainda tentando! Meta está testando postagens cruzadas do Facebook para Threads

Segundo a Meta, o recurso ainda está em teste para usuários do iOS e pretende facilitar o cruzamento de postagens entre Facebook e Threads

Gemini no Performance Max do Google

Google está adicionando Gemini às campanhas Performance Max

Google anunciou está adicionando seu modelo de linguagem IA Gemini às campanhas Performance Max, para ajudar a criar campanhas mais eficazes

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.