US$ 250 mil com um vídeo no X, seria possível? Veja o caso do criador MrBeast

O maior criador de conteúdo do YouTube, MrBeast, postou um vídeo no X e faturou mais de US$ 250 mil; veja o caso completo

Recentemente, MrBeast — o maior youtuber do mundo — compartilhou uma visão sobre quanto dinheiro ele ganhou com seu primeiro upload no aplicativo X, que também inclui contagem completa de visualizações, dados, em oposição à estatística de “Visualizações” pública da plataforma.

O vídeo, com, até então, mais de 150 milhões de visualizações, faturou mais de US$ 250 mil na rede social de Musk, de acordo com o criador de conteúdo. Segundo ele, um vídeo médio chega a uma receita de US$ 100 mil no YouTube.

MEU PRIMEIRO VÍDEO X GANHOU MAIS DE US$ 250.000! Mas é um pouco uma fachada. Os anunciantes perceberam a atenção que ele estava recebendo e compraram anúncios em meu vídeo (eu acho) e, portanto, minha receita por visualização é provavelmente maior do que você experimentaria.”

 

É mesmo possível ganhar tanto dinheiro com o X?

Embora as estatísticas sejam provavelmente um pouco distorcidas, como observa Jimmy Donaldson (MrBeast), mais US$ 250.000 por essencialmente 5 milhões de visualizações é significativo. Mas parte disso se deve ao patrocínio direto do vídeo, que, segundo esclarecimentos do criador, foi monetizado por meio de sua oferta de promoção de vídeo Amplify, que nenhum outro criador pode utilizar, pois até agora, só estava disponível para editores parceiros selecionados.

Sendo assim, mesmo o X dizendo que não aumentou o vídeo artificialmente, as chances de outros criadores ganharem uma quantia semelhante são bastante limitadas. Por isso mesmo, o próprio criador fez esse adendo em seu tweet.

No sábado, o engenheiro do X, Christopher Stanley, e o proprietário Elon Musk compartilharam novamente esta postagem, o que sugere que o vídeo de MrBeast teve mais de 129 milhões de visualizações em apenas três dias no aplicativo.

“O YouTube também conta visualizações de usuários desconectados e replays. Atualmente, você precisa estar logado para que as visualizações contem com X. Então o alcance aqui é realmente maior.”

Como é possível ver nas estatísticas compartilhadas por Donaldson, essas “visualizações” são na verdade impressões, ou seja, o número de vezes que o vídeo foi exibido nos feeds dos usuários.

Com base nessas impressões, de todos os 156 milhões, apenas 5 milhões de usuários realmente se envolveram com a postagem. Que também não são visualizações, mas apenas pessoas que clicaram na postagem ou interagiram com ela.

Essa é uma variação significativa entre o que X afirma publicamente como “visualizações” de vídeo e o que realmente está acontecendo. Uma variação de 96% exatamente.

Portanto, embora o elemento real de monetização tenha aparentemente sido distorcido pela atenção mais ampla no primeiro upload de Donaldson no aplicativo, o que se sabe é que as contagens de visualizações do X não são visualizações reais, pelo menos neste caso.

No entanto, mesmo assim, com esse nível de rendimento, outros YouTubers estarão atentos a este teste — e isso é muito válido.

 


X vs. YouTube

Os dados aqui são divididos em mais de US$ 50 mil por milhão de visualizações, o que é significativamente maior do que o YouTuber médio vê, e se outras estrelas do YouTube também conseguirem gerar milhares de dólares com reenvios para o aplicativo, provavelmente serão interessado em explorar isso mais a fundo.

Afinal, porque por que você não faria isso? Alguns, é claro, evitarão X devido a questões fundamentais com a sua propriedade, mas para aqueles que se preocupam apenas com negócios, o exemplo de MrBeast, pelo menos nesta fase, mostra-se algo promissor.

Será interessante ver como esse valor de receita muda ao longo do tempo, se Donaldson continuar a fazer upload para o aplicativo e, então, se outros YouTubers seguirão o exemplo e tentarão a monetização no X.

A plataforma de Musk, é claro, adoraria que eles postassem exclusivamente no aplicativo, mas parece improvável que os números de alcance e receita sejam iguais aos do YouTube no longo prazo.

Mas os números, aumentados ou não, mostram alguma promessa. O que talvez seja praticamente o que todos esperavam, visto que X estava tentando maximizar as visualizações, em um esforço para conquistar a estrela do YouTube.

X aumentou artificialmente o vídeo? Será que mexeu nos números para garantir um pagamento massivo, que agora pode usar como exemplo para atrair outros criadores? O que se pode saber é que, se a plataforma de Musk conseguir manter pagamentos nesse nível, com certeza atrairá mais criadores para a plataforma.

Fonte: Social Media Today

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Gemini geração de imagem

Google suspende geração de imagens por IA após erros históricos e raciais

O Gemini, ferramenta de IA do Google, gerou imagens dos nazistas e dos fundadores dos EUA como pessoas negras, gerando debate sobre racismo

Threads da Meta e Facebook

Ainda tentando! Meta está testando postagens cruzadas do Facebook para Threads

Segundo a Meta, o recurso ainda está em teste para usuários do iOS e pretende facilitar o cruzamento de postagens entre Facebook e Threads

Gemini no Performance Max do Google

Google está adicionando Gemini às campanhas Performance Max

Google anunciou está adicionando seu modelo de linguagem IA Gemini às campanhas Performance Max, para ajudar a criar campanhas mais eficazes

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.