Conta Simples recebe aporte de mais de R$ 200 milhões, e planeja expansão em 2024

Investimento liderado pela Base10 Partners, gestora de investimentos que já investiu em empresas de grande porte como Nubank e Figma

No cenário dinâmico das fintechs brasileiras, a Conta Simples se consolidou como uma das pioneiras no mercado de cartões corporativos e gestão de despesas para pequenas e médias empresas. No ano de 2023, inclusive, a empresa alcançou o ponto de equilíbrio financeiro (breakeven) e obteve a licença do Banco Central para operar como Sociedade de Crédito Direto (SCD).

Agora a empresa teve uma captação de US$ 41,5 milhões (cerca de R$ 200 milhões) em uma rodada Série B, liderada pela renomada Base10 Partners e com a participação de outros investidores estratégicos, impulsionando a startup para novos horizontes de crescimento.

Sob a liderança do CEO Rodrigo Tognini, a Conta Simples agora almeja não apenas consolidar sua posição no mercado, mas também diversificar sua oferta, expandir a base de clientes e explorar oportunidades inovadoras no setor financeiro.

 

O que é a Conta Simples?

A Conta Simples é uma fintech brasileira, fundada em 2019, que oferece soluções voltadas para pequenas e médias empresas. A plataforma abrange serviços de cartões corporativos e gestão de despesas, com a proposta de simplificar processos financeiros e viabilizar transações para empresas com poucos funcionários.

Recentemente, obteve a licença do Banco Central como Sociedade de Crédito Direto (SCD), permitindo a expansão de suas operações para incluir produtos como concessão de crédito, financiamentos e “buy now, pay later”. Com mais de 30 mil usuários ativos, a Conta Simples busca consolidar sua posição no mercado financeiro corporativo do Brasil.

 


Como foi a rodada de investimento?

A rodada de investimento da Conta Simples, na qual a fintech levantou expressivos R$ 200 milhões, foi conduzida sem a necessidade de um processo formal de captação de fundos ou apresentação de pitch deck.

Diferentemente da rodada anterior (Série A) em 2021, que arrecadou R$ 121 milhões, esta última não exigiu a abertura de novos canais de captação, pois investidores da Série A demonstraram interesse em fazer uma extensão significativa na Série B.

Liderada pela Base10 Partners, um fundo californiano com histórico em investimentos em fintechs como o Nubank e Figma, a captação quase dobrou o montante da rodada anterior.

A estratégia de alocação dos recursos tem como foco o desenvolvimento tecnológico e de produtos nos próximos dois anos, aproveitando a recente obtenção da licença do Banco Central para operação como Sociedade de Crédito Direto (SCD).

 

Projeto de expansão com o dinheiro captado

Com os expressivos R$ 200 milhões provenientes da recente rodada de investimento, a Conta Simples desenha um projeto de expansão, concentrando-se em diversos aspectos estratégicos.

Grande parte dos recursos será direcionada para o desenvolvimento tecnológico e lançamento de novos produtos nos próximos dois anos, capitalizando a recém-obtida licença do Banco Central para operar como Sociedade de Crédito Direto (SCD).

Além disso, a fintech pretende fortalecer seus times de tecnologia, engenharia e produto, visando otimizar ainda mais seus serviços e aprimorar a experiência do usuário. A estrutura de vendas e marketing também será reforçada para impulsionar o crescimento da base de clientes, que já triplicou ao longo de 2023, ultrapassando a marca de 30 mil usuários ativos.

A Conta Simples também está projetando a abertura de mais 100 vagas ao longo de 2024, investindo não apenas na expansão de sua equipe, mas também na evolução dos canais de distribuição e do software de gestão de despesas.

A empresa contempla a possibilidade de conquistar clientes de médio porte, com 100 a 1.000 funcionários, ampliando sua atuação e diversificando seu perfil de clientes. Ademais, não descarta a hipótese de aquisições e fusões, visando potenciais expansões de mercado e oferta de novos produtos dentro de sua plataforma tecnológica.

Desde a aquisição da Hackr Ads, a Conta Simples tornou-se uma solução privilegiada para pagamentos de tráfego pago. Agora, a fintech oferece uma integração mais ampla de suas operações, permitindo que diversas empresas aproveitem a praticidade da Conta Simples para efetuar os pagamentos de seus anúncios. Esse movimento estratégico posiciona a Conta Simples como uma boa escolha para quem busca uma solução eficiente e descomplicada para gerenciar suas transações de tráfego pago.

Com essa estratégia abrangente, a Conta Simples almeja multiplicar sua receita e volume transacional, mantendo uma trajetória de crescimento sustentável e reforçando sua posição como player relevante no setor de fintechs brasileiras.

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Gemini geração de imagem

Google suspende geração de imagens por IA após erros históricos e raciais

O Gemini, ferramenta de IA do Google, gerou imagens dos nazistas e dos fundadores dos EUA como pessoas negras, gerando debate sobre racismo

Threads da Meta e Facebook

Ainda tentando! Meta está testando postagens cruzadas do Facebook para Threads

Segundo a Meta, o recurso ainda está em teste para usuários do iOS e pretende facilitar o cruzamento de postagens entre Facebook e Threads

Gemini no Performance Max do Google

Google está adicionando Gemini às campanhas Performance Max

Google anunciou está adicionando seu modelo de linguagem IA Gemini às campanhas Performance Max, para ajudar a criar campanhas mais eficazes

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.