Tiago Tessmann revela 10 erros graves que você pode estar cometendo nos seus anúncios

O gestor de tráfego Tiago Tessmann revela 10 erros graves e comuns que você pode estar cometendo ao anunciar no Google, Facebook e Instagram

Em um mundo cada vez mais digital, a publicidade online se tornou um campo de batalha em que as empresas competem pela atenção de milhões de usuários. No entanto, muitas vezes, mesmo com estratégias bem planejadas, algumas campanhas publicitárias podem não atingir os resultados esperados. Isso pode ocorrer devido a erros comuns que muitos anunciantes cometem ao utilizar plataformas como Google, Facebook e Instagram.

Dessa maneira, Tiago Tessmann, especialista em gestão de tráfego e publicidade digital, elencou em um post no Instagram os 10 erros mais graves que você pode estar cometendo ao anunciar nessas plataformas.

Neste artigo, vamos explorar esses erros, analisar por que eles são tão prejudiciais e, o mais importante, como evitá-los para otimizar suas campanhas publicitárias e alcançar bons resultados.

 

Erro 1: Não negativar públicos adequadamente

Uma das etapas fundamentais na criação de campanhas publicitárias eficazes é definir o público-alvo. No entanto, tão importante quanto definir quem deve ver seu anúncio é especificar quem não deve. É aí que entra a negativação de públicos.

Tiago Tessmann destaca a importância de negativar públicos que não têm interesse em seu produto ou serviço. Por exemplo, se você está anunciando um produto exclusivamente para mulheres, não faz sentido que seu anúncio seja exibido para homens.

Negativar esses públicos irrelevantes não apenas economiza recursos, mas também melhora a segmentação, direcionando seus esforços de marketing para quem realmente importa.

 


Erro 2: Não criar vários públicos personalizados

O segundo erro que Tessmann destaca é a falta de criação de vários públicos personalizados. O que exatamente significa isso?

Públicos personalizados são grupos de pessoas que você cria com base em informações que você possui sobre seus clientes ou público-alvo. Essas informações podem incluir dados demográficos, comportamentais, interesses e interações passadas com seu negócio. Eles são uma ferramenta poderosa para direcionar seus anúncios para pessoas que têm maior probabilidade de se engajar e converter.

Assim, em vez de criar apenas um ou dois públicos, é essencial explorar as várias maneiras pelas quais você pode segmentar seu público. Por exemplo, você pode criar públicos com base em:

  1. Comportamento de compra passado.
  2. Interesses específicos.
  3. Páginas visitadas em seu site.
  4. Interações com seus anúncios anteriores.

Ao criar uma variedade de públicos personalizados, você amplia suas oportunidades de alcançar diferentes segmentos de seu público-alvo. Isso permite que você ajuste suas mensagens e ofertas para atender às necessidades e interesses específicos de cada grupo.

 

Erro 3: Falta do pixel instalado na sua landing page

O terceiro erro crítico que Tiago Tessmann identifica é a falta do pixel corretamente instalado em sua landing page ou site.

Mas o que é esse tal de “pixel” e por que é tão crucial? O pixel é um pequeno fragmento de código que você coloca em seu site para rastrear as ações dos visitantes. No contexto de plataformas como o Facebook e o Instagram, esse código é fundamental para medir o desempenho de seus anúncios e entender como as pessoas interagem com seu site após clicar em um anúncio.

Sem o pixel, você fica no escuro. Você não sabe quantas pessoas concluíram uma compra, preencheram um formulário de contato, leram um artigo ou realizaram qualquer ação desejada em seu site após ver um anúncio.

YouTube video

 

Erro 4: Criar apenas um anúncio ou formato

Um erro comum que muitos anunciantes cometem é criar apenas um anúncio ou formato de anúncio e, segundo Tessmann, o grande problema disso é não realizar testes A/B.

Teste A/B é fundamental para otimizar seus anúncios. Crie pelo menos dois (ou até três) anúncios diferentes e os coloque no mesmo conjunto de anúncios. Isso permite que a plataforma compare o desempenho dos anúncios e determine o mais eficaz.

Cada público reage de maneira diferente, e o teste A/B ajuda a descobrir qual anúncio funciona melhor.

 

Erro 5: Subir todos os públicos em um só conjunto ou campanha

Outro erro grave citado pelo especialista é a prática de colocar todos os públicos em um único conjunto de campanha. Isso limita sua capacidade de otimização, tornando difícil identificar qual público está trazendo os melhores resultados.

A melhor abordagem é dividir seus públicos em conjuntos de anúncios separados. Isso permite que você ajuste o orçamento e a estratégia para atender às necessidades de cada público específico.

Você pode testar diferentes mensagens e ofertas para grupos demográficos diferentes e aprimorar sua segmentação ao longo do tempo. Dessa forma, você pode maximizar o desempenho de seus anúncios e obter um melhor retorno sobre o investimento (ROI).

 

Erro 6: Escolher o tipo de anúncio errado para o seu objetivo

Outro erro comum ao anunciar no Google, Facebook e Instagram é escolher o tipo de anúncio errado para o seu objetivo. Cada plataforma oferece uma variedade de formatos de anúncios, desde anúncios de imagem a vídeos, carrosséis e muito mais.

Tiago Tessmann destaca a importância de alinhar o tipo de anúncio com seus objetivos de campanha. Assim, se você deseja aumentar o reconhecimento da marca, um anúncio de vídeo pode ser mais eficaz. Por outro lado, se você está buscando conversões diretas, como vendas ou geração de leads, um anúncio de carrossel com um botão de chamada para ação pode ser mais apropriado.

A chave aqui é entender seus objetivos específicos e escolher o formato de anúncio que melhor atenda a esses objetivos.

 

Erro 7: Não olhar para a frequência

A frequência se refere ao número de vezes que um usuário vê o mesmo anúncio. Tessmann adverte que, quando um usuário é exposto repetidamente ao mesmo anúncio, ele pode passar a simplesmente ignorá-lo. Além disso, você pode acabar pagando mais caro por exibições adicionais do anúncio para o mesmo usuário.

Portanto, é fundamental acompanhar a frequência de seus anúncios e tomar medidas para evitar que ela fique muito alta. Isso pode incluir ajustar o período de veiculação do anúncio, otimizar o público-alvo ou criar novos criativos para manter o interesse do público.

Afinal, a eficácia de suas campanhas de publicidade online está diretamente relacionada à capacidade de manter seu público envolvido e receptivo aos seus anúncios.

 

Erro 8: Não criar conteúdo

Embora o objetivo principal da publicidade seja impulsionar vendas, é importante lembrar que estamos lidando com plataformas de mídia social.

Tessmann ressalta a importância de criar conteúdo por dois motivos cruciais: engajamento e descoberta de criativos eficazes — uma vez que, ao testar diferentes tipos de conteúdo, você pode identificar quais abordagens e mensagens se conectam com seu público-alvo.

Portanto, não cometa o erro de negligenciar a criação de conteúdo. Em vez disso, invista tempo e recursos na produção de material de qualidade que atraia, envolva e converta seu público.

Lembre-se de que o sucesso na publicidade online muitas vezes começa com a entrega de valor por meio do conteúdo.

 

Erro 9: Não distribuir o conteúdo (anúncios)

Tiago Tessmann enfatiza a importância de transformar seus melhores conteúdos em anúncios. Isso não significa apenas criar anúncios de produtos ou serviços, mas também promover postagens valiosas que a audiência aprecie.

O conteúdo, quando distribuído corretamente, pode se tornar um tipo de anúncio que a audiência não se cansa de ver. Esses anúncios de conteúdo podem variar desde artigos educacionais até vídeos informativos e podem servir para construir relacionamentos, aumentar o reconhecimento da marca e preparar o terreno para futuras conversões.

 

Erro 10: Não segmentar horário, local, idade e gênero

Por fim, o erro número 10 que Tiago Tessmann destaca é a falta de segmentação adequada. Muitos anunciantes negligenciam a importância de segmentar seus anúncios com base em fatores como horário, localização, idade e gênero.

Segmentar seus anúncios de acordo com esses critérios pode ser fundamental para o sucesso de sua campanha. Por exemplo, a eficácia de seus anúncios pode variar significativamente dependendo do horário do dia em que são exibidos. Além disso, anunciar para um público localizado em uma área específica pode ser crucial para empresas locais ou aquelas que desejam promover eventos em locais específicos.

Portanto, não cometa o erro de não segmentar seus anúncios com precisão. Leve em consideração esses critérios ao configurar suas campanhas para garantir que seus anúncios alcancem as pessoas certas no momento certo, aumentando assim suas chances de sucesso.


Agora que você conhece esses 10 erros comuns ao anunciar no Google, Facebook e Instagram, é hora de revisar suas estratégias de publicidade.

Evitar esses equívocos pode fazer uma diferença significativa em seus resultados e ajudar sua empresa a alcançar seus objetivos de marketing de maneira mais eficaz.

Portanto, esteja atento a esses erros e trabalhe para aprimorar suas campanhas de publicidade online.

Confira o post original:

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Threads da Meta e Facebook

Ainda tentando! Meta está testando postagens cruzadas do Facebook para Threads

Segundo a Meta, o recurso ainda está em teste para usuários do iOS e pretende facilitar o cruzamento de postagens entre Facebook e Threads

Gemini no Performance Max do Google

Google está adicionando Gemini às campanhas Performance Max

Google anunciou está adicionando seu modelo de linguagem IA Gemini às campanhas Performance Max, para ajudar a criar campanhas mais eficazes

marketplace de criadores instagram

Um portfólio digital para criadores: Instagram traz marketplace de criadores para o Brasil

O novo recurso do Instagram que promete ser um portfólio digital para influenciadores chega ao Brasil e a outros sete países

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.