O Universal Analytics ficou para trás, saiba tudo sobre a migração para o GA4

Com a desativação do Universal Analytics, saiba tudo sobre as vantagens, desvantagens, soluções e atualizações do Google Analytics 4

No mundo do marketing digital, a medição do sucesso está intrinsecamente ligada aos dados.

Utilizando uma abordagem orientada por dados, é possível acompanhar o desempenho, identificar áreas de desenvolvimento e obter informações valiosas sobre a jornada do cliente.

Uma ferramenta essencial para essa análise tem sido o Universal Analytics (UA), versão gratuita do Google Analytics que atualmente domina 86% do mercado.

No entanto, no dia 1º de julho de 2023, as propriedades padrão do UA foram desativadas e os profissionais de marketing terão que adotar o Google Analytics 4 (GA4) para continuar acompanhando o desempenho de seus sites e campanhas.

Mas o que exatamente é o GA4? Como ele se compara ao Universal Analytics? E existem alternativas caso os profissionais não desejem migrar para essa nova versão?

Sendo assim, vamos explorar todas essas questões e fornecer informações valiosas sobre o GA4 e como realizar a migração de forma eficiente.

 

O que é o Google Analytics 4?

O Google Analytics 4 (GA4) a versão da ferramenta de análise de dados do Google que substituiu o Universal Analytics.

Enquanto o Universal Analytics era popular, as mudanças nas políticas de privacidade online e no comportamento do consumidor exigiram uma nova abordagem.

Com o GA4, os profissionais de marketing podem obter insights mais abrangentes sobre a jornada do cliente, graças ao novo rastreamento multiplataforma, que coleta dados de sites e aplicativos simultaneamente.

Além disso, o GA4 introduz recursos avançados, como análise preditiva orientada por IA e controles de privacidade, incluindo medição sem cookies e estimativa de conversão.

Essa nova versão do Google Analytics também oferece integrações diretas com plataformas de mídia, facilitando a promoção de ações no site ou aplicativo.

Com um foco maior na privacidade dos dados e um modelo de dados baseado em eventos, o GA4 está alinhado com as tendências atuais de proteção aos dados dos usuários e o fim dos cookies de terceiros nos navegadores.

Ao investir em tecnologias de aprendizado de máquina, o GA4 aprimora os relatórios e permite previsões mais aprofundadas sobre os comportamentos dos usuários.

Com a capacidade de realizar análises unificadas das jornadas dos usuários em diferentes plataformas, o GA4 oferece uma experiência de análise mais abrangente e flexível para impulsionar as estratégias de marketing digital.

 


Qual é a diferença entre o GA4 e o Universal Analytics?

Sabemos que o GA4 pode rastrear atividades em um fluxo de dados da Web e de aplicativos, oferecendo a você uma visão mais completa das interações do usuário do que nunca.

Mas de que outras maneiras o novo Google Analytics difere do Universal Analytics?

 

Um novo painel

Uma interface de usuário ou painel novo e mais simplificado.

Embora possa levar um minuto para se familiarizar com a nova interface de relatórios, você terá mais controle, com botões na barra de navegação para a página inicial, relatórios, publicidade, explorar, configurar e biblioteca, com acesso a previsão e insights baseados na inteligência artificial (IA) do Google também.

YouTube video

 

Novas Medições

Se o Universal Analytics era sobre exibições de página, o GA4 é sobre eventos.

Em vez de dados generalizados, você terá uma medição mais aprimorada que lhe dará uma melhor compreensão de como seus usuários interagem com suas campanhas de marketing, seus aplicativos móveis e seu website.

 

Nova integração com Google Ads

Se você sempre quis medir suas integrações de aplicativo e Web juntas, ficará satisfeito em ver que esse é um dos novos insights que o GA4 fornece.

Você pode acompanhar as conversões do seu aplicativo e da Web no Google Ads e em várias outras plataformas, desde mídias sociais até e-mail.

É um hub de análise tudo-em-um que oferece uma visão geral do seu desempenho em vários canais, alterando a forma como você coleta dados.

 

Novas métricas

De sessões engajadas a taxa de engajamento, tempo de engajamento e muito mais, o GA4 usa novas métricas para acompanhar a jornada do cliente.

Embora haja uma curva de aprendizado envolvida, ter novos fluxos de dados significa ter um guia completo sobre o comportamento e as interações de seus usuários ativos.

 

Novos insights preditivos

Com métricas de IA, como probabilidade de compra, probabilidade de rotatividade e previsão de receita, você poderá tomar decisões mais direcionadas e baseadas em dados com base no comportamento previsto de seus usuários.

Você poderá melhorar seu desempenho, criar novos públicos e personalizar sua experiência de marca de acordo com os desejos e necessidades de seus usuários.

 

Novo Relatório

Quer acompanhar o ciclo de vida do seu cliente? Agora você pode com novos relatórios para aquisição, engajamento, monetização e retenção, dando a você mais visibilidade e análise aprofundada das interações do usuário.

 

Novo controle

Com um foco renovado na privacidade do usuário, o GA4 oferece controles mais granulares sobre os dados do usuário, afastando-se dos cookies e adotando a modelagem de dados.

Ao usar a modelagem de dados para preencher as lacunas deixadas por dados inacessíveis, o GA4 enfatiza tanto a privacidade quanto a coleta de dados.

 

Novo rastreamento entre plataformas

De e-mail a site, mídia social, aplicativo móvel e muito mais, o GA4 agora tem a capacidade de rastrear dados de aplicativos e da Web ao mesmo tempo.

Essa propriedade do GA4 permite rastrear o comportamento do usuário do início ao fim, abrangendo todas as interações e pontos de contato em várias plataformas e oferecendo uma visão completa da experiência do usuário em uma.

 

Novas atualizações do GA4

Desde maio de 2023, o Google adicionou as seguintes atualizações ao GA4:

  • Relatórios de funil: crie relatórios de funil personalizados que rastreiam as etapas que os usuários executam para concluir uma tarefa e avaliam a desistência do usuário entre cada etapa.
  • Criador de público: Mais flexibilidade e controle ao criar novos públicos.
  • Coleta de objetivos de negócios: a capacidade de criar novos relatórios personalizados para o seu negócio, permitindo que você obtenha dados e informações relevantes com base em seus objetivos.
  • Recomendação do Search Console: vincule seu Search Console à sua conta do Google Analytics para acessar as consultas de pesquisa orgânica do Google e os relatórios de tráfego de pesquisa orgânica do Google.
  • Melhorias na reutilização de tags de site analytics.js: se seu site estiver marcado com analytics.js, você poderá reutilizar suas tags existentes ao migrar para o GA4, tornando o processo mais fácil e simplificado.
  • Integração com o Google AdSense: vincule sua conta do Google AdSense a uma propriedade do GA4 e seus dados do Google AdSense estarão disponíveis em seus relatórios do GA4, fornecendo novos insights para ajudar a aumentar sua receita de anúncios.

 

Os benefícios do GA4

Em março de 2023, cerca de 8,4 milhões de sites já estavam usando o Google Analytics 4.

E não são apenas grandes organizações e empresas que estão se beneficiando – sites WordPress menores e lojas Shopify também estão vendo os resultados.

Como? Só dê uma olhada.

 

Rastreamento combinado de aplicativos e Web

Quando se trata da jornada do usuário, quanto mais você puder ver, melhor.

É isso que o GA4 faz: coleta dados em várias plataformas e os apresenta a você em um único fluxo de dados, oferecendo uma visão completa e conveniente do ciclo de vida do cliente.

Ao capturar as interações do usuário como eventos, como um evento de conversão, as novas métricas do GA4 permitem que você visualize os dados da Web e do aplicativo simultaneamente, oferecendo uma medição aprimorada que ajuda a otimizar o desempenho on-line e do site.

 

Análise de dados mais simples

O sucesso no cenário digital tem tudo a ver com o envolvimento do usuário, e é aí que entram os recursos de aprendizado de máquina e IA do GA4.

Ser capaz de prever as ações de seu cliente significa que você poderá oferecer a seus usuários mais do que eles estão procurando, o que é uma vitória para vocês dois.

Graças à análise de dados simples do GA4, você poderá melhorar o desempenho do seu site, tomar decisões mais informadas e baseadas em dados e agregar mais valor ao seu negócio como um todo.

 

Criação de novo público

Ter ferramentas e medições melhores significa ser capaz de criar públicos novos e mais impactantes, o que, em última análise, aumenta seus resultados.

Use as métricas preditivas do GA4 para otimizar seu público e seus gastos com anúncios e observe seu retorno do investimento (ROI) florescer.

 

Recursos de privacidade mais sofisticados

A maioria das empresas usa cookies para rastrear as interações do usuário, o que pode causar preocupação em alguns usuários sobre exatamente que tipo de dados são rastreados e coletados.

Agora, com a versão mais recente do GA4, você terá mais controle do que nunca sobre o tipo de dados que coleta.

Isso não apenas manterá você em conformidade com os regulamentos de privacidade, mas também tornará sua empresa mais flexível e ágil, permitindo que você se adapte a um cenário em que os cookies não são mais usados e a modelagem de dados preenche as lacunas.

 

As limitações do GA4

É claro que, embora o Google Analytics 4 tenha benefícios muito reais, ele também tem suas limitações, principalmente a curva de aprendizado envolvida na migração do Universal Analytics.

Aprender a navegar em uma plataforma quase inteiramente nova – uma que ainda está em desenvolvimento – tem seus desafios, que incluem:

 

Migração de Dados Complexos

Mudar do Universal Analytics para o GA4 não será uma tarefa fácil.

Se você não tiver migração de dados ou tags, seus dados históricos não serão transferidos e, quanto maior o seu negócio, maiores serão os seus desafios.

 

Uma nova interface de usuário

O Universal Analytics tem tipos de hit e o GA4 tem eventos – o que pode ser o maior desafio para os profissionais de marketing superarem.

Com uma nova interface de relatórios implementada, os usuários precisarão se adaptar às diferenças rapidamente para se manterem à frente, e alguns podem não estar dispostos a se incomodar.

 

Menos modelos de atribuição

Embora a prioridade do Google seja oferecer os dados de atribuição mais atualizados, a perda de alguns de seus modelos de atribuição no GA4 pode ser difícil para alguns se adaptarem.

Apenas os modelos de atribuição baseada em dados e de último clique foram incluídos no GA4, o que pode ter um impacto nos dados e na visibilidade do rastreamento.

 

Coleta Limitada de Dados

Ao contrário de seu antecessor, o GA4 só é capaz de coletar dados limitados, o que significa que a imagem que os dados do GA4 fornecem sobre as interações e o comportamento dos usuários pode ser incompleta.

Isso, por sua vez, pode limitar a capacidade dos profissionais de marketing de atender adequadamente às necessidades e desejos de seu público.

 

Como migrar para o Google Analytics 4?

Antes de fazer a migração para o GA4, é importante identificar se a sua propriedade vai ser afetada.

Se você criou uma propriedade antes de 14 de outubro de 2020, provavelmente usa o Universal Analytics — e, sim, você vai precisar fazer a migração.

Mas, se você criou a propriedade depois dessa data, provavelmente ela usa o GA4 — nesse caso, nenhuma ação é necessária.

Para migrar a sua propriedade do UA para o GA4, o Google criou um assistente de configuração que vai facilitar essa tarefa. Veja agora os passos para isso:

  1. Acesse analytics.google.com e faça login na sua conta do Google Analytics;
  2. No menu, vá em Administrados e acesse a seção Propriedade;
  3. Clique em “Assistente de configuração do GA4″;
  4. No Assistente de Configuração, clique em “Criar uma nova propriedade do Google Analytics 4” (isso vai fazer você associar a nova propriedade do GA4 à propriedade do UA, sendo que as duas vão continuar coletando dados até a descontinuação do UA);
  5. Depois, vá até a sua propriedade do GA4 e siga as configurações sugeridas pelo assistente, como instalar a tag para coletar dados, vincular a propriedade ao Google Ads e definir públicos-alvo para as campanhas de marketing.

Para entender melhor todos os passos, o Google traz nesta página as orientações de como mudar para o Google Analytics 4. Aqui você também pode ver as orientações de migração para o GA4 destinadas a desenvolvedores.

 

Fazendo a mudança para o GA4

A mudança para o GA4 é adequada para sua empresa? Essa é uma pergunta que só você pode responder.

A única coisa que sabemos com certeza é que, dada a desativação iminente do Universal Analytics, é uma decisão que você precisará tomar mais cedo ou mais tarde.

O GA4 tem seus benefícios, desafios e alternativas, e você precisa ter todos eles em mente ao fazer sua escolha.

Faça sua pesquisa, peça conselhos aos especialistas e use o poder da análise digital para levar seus negócios adiante.

Com informações de Search Engine Journal e Rock Content

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Google Ads

Checklist do Google Ads: 5 maneiras de auditar e otimizar suas campanhas

Aumente seu sucesso no Google Ads! Audite, otimize e direcione o público certo para maximizar o ROI e as conversões

Não pague à Apple! Meta compartilha dicas para evitar taxas de impulsionamento de posts

A Meta publicou um infográfico dando quatro dicas para anunciantes evitarem a taxa de 30% da Apple ao impulsionar seus anúncios

Telegram ou WhatsApp? O que usar no seu marketing

Telegram ou WhatsApp: qual usar no seu marketing?

Telegram ou WhatsApp? Qual usar dentro das suas estratégias de marketing? A resposta não é tão simples quanto parece.

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.