Twitter ameaça processar a Meta pelo lançamento do Threads; entenda a disputa

Twitter ameaça processar Meta por lançamento do Threads, gerando controvérsia e rivalidade acirrada no mundo das redes sociais

Uma disputa acalorada está se desenrolando no mundo das redes sociais, à medida que o Twitter ameaça processar a Meta, conforme relatado pela Semafor, devido ao lançamento do aplicativo Threads.

Alegações de apropriação indevida de segredos comerciais e contratação de ex-funcionários do Twitter estão no centro da controvérsia.

O Threads, que já ultrapassou 30 milhões de inscrições, é uma plataforma baseada em texto semelhante ao Twitter e tem chamado a atenção desde sua estreia.

 

A batalha jurídica: Twitter x Meta

O Twitter enviou uma carta à Meta, acusando a empresa de roubar segredos comerciais e propriedade intelectual do Twitter.

Alex Spiro, advogado da plataforma de Elon Musk, exige que a Meta tome medidas imediatas para interromper o uso dessas informações confidenciais, de acordo com a carta que a Semafor compartilhou:

O Twitter pretende fazer cumprir rigorosamente seus direitos de propriedade intelectual e exige que a Meta tome medidas imediatas para parar de usar quaisquer segredos comerciais do Twitter ou outras informações altamente confidenciais.

Twitter reserva todos os direitos, incluindo, mas não limitado a, o direito de buscar recursos civis e medidas cautelares sem aviso prévio para evitar qualquer retenção, divulgação ou uso de sua propriedade intelectual pela Meta.

A carta também aponta a contratação de ex-funcionários do Twitter pela Meta, alegando que eles foram designados para desenvolver o aplicativo Threads, violando leis e obrigações para com o Twitter.

A Meta nega as acusações, afirmando que nenhum membro da equipe de engenharia do Threads é um ex-funcionário do Twitter.

 


Threads: o grande rival da rede do passarinho

Desde que Elon Musk assumiu o Twitter, diversos concorrentes ganharam força.

No entanto, o Threads se destaca como o rival mais notável, já que o Twitter agiu rapidamente contra a plataforma.

A resposta de Musk a toda essa confusão foi breve, apoiando a competição justa e condenando a trapaça, de acordo com ele “a concorrência é boa, trapacear não”.

A CEO do Twitter, Linda Yaccarino, também lançou uma nota sobre o Threads, enfatizando que a comunidade do Twitter é única e não pode ser duplicada.

“No Twitter, a voz de todos é importante. Esteja você aqui para assistir ao desenrolar da história, descobrir informações em TEMPO REAL em todo o mundo, compartilhar suas opiniões ou aprender sobre outras pessoas – no Twitter VOCÊ pode ser real. VOCÊ construiu a comunidade do Twitter. E isso é insubstituível. Esta é a sua praça pública. Muitas vezes somos imitados – mas a comunidade do Twitter nunca pode ser duplicada.”

 

Implicações e futuro do Threads

Com o Twitter tomando decisões questionáveis continuamente, há um enorme interesse em alternativas a ele.

Embora outras plataformas, como Mastodon, tenham gerado certo burburinho, nenhuma alcançou uma taxa de adoção tão rápida quanto o Threads.

A disputa entre o Twitter e a Meta em relação ao lançamento do Threads destaca a rivalidade acirrada entre as gigantes da mídia social.

Com seu rápido crescimento em número de inscrições, o novo aplicativo promete ser um rival notável para o Twitter.

Qual será, por fim, o desfecho de toda essa disputa e o impacto no cenário das redes sociais? Ainda não se sabe.

Sendo assim, não deixe de acompanhar as próximas atualizações enquanto a batalha entre essas plataformas continua a se desenrolar.

Fonte: adaptado de TechCrunch

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Google Ads

Checklist do Google Ads: 5 maneiras de auditar e otimizar suas campanhas

Aumente seu sucesso no Google Ads! Audite, otimize e direcione o público certo para maximizar o ROI e as conversões

Não pague à Apple! Meta compartilha dicas para evitar taxas de impulsionamento de posts

A Meta publicou um infográfico dando quatro dicas para anunciantes evitarem a taxa de 30% da Apple ao impulsionar seus anúncios

Telegram ou WhatsApp? O que usar no seu marketing

Telegram ou WhatsApp: qual usar no seu marketing?

Telegram ou WhatsApp? Qual usar dentro das suas estratégias de marketing? A resposta não é tão simples quanto parece.

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.