Google Performance Max: otimize suas campanhas com estas 5 dicas

Descubra cinco práticas recomendadas para configurar, gerenciar e melhorar o desempenho das suas campanhas do Google Performance Max

Se há algo que aprendemos com o mundo digital é que o sucesso muitas vezes reside nos detalhes e nas configurações certas.

Com as campanhas Performance Max (PMax), do Google, isso se torna bastante evidente. Afinal, não é porque ela é uma ferramenta altamente automatizada que significa que dispensa a participação estratégica e a observação atenta.

Aqui no Pixeld, nós já trouxemos um guia completo para você entender o que é e se o Performance Max é para você. Dessa forma, agora vamos explorar cinco dicas que melhorarão seu desempenho e otimizarão suas campanhas PMax. Vamos lá!

 

Nº 1: Certifique-se de que a implementação do acompanhamento de conversões seja precisa

O PMax depende de dados de conversão para otimizar totalmente e segmentar com eficácia. É por isso que o acompanhamento de conversões preciso é tão crucial para o sucesso.

Sendo assim, certifique-se de que os pontos de conversão apropriados estejam sendo rastreados com precisão e importe quaisquer dados de conversão off-line, se aplicável.

Isso é considerado acompanhamento de conversões de funil completo, que permite ao Google ter uma visão geral de como seus clientes realizam conversões.

 


Nº 2: Selecione a meta e as metas apropriadas para a estratégia de lances

É importante ter alguma ideia do quanto um cliente vale para você.

Se você tiver KPIs históricos de CPA (custo por aquisição) desejado ou ROAS desejado, use-os como ponto de partida ao definir sua estratégia de lances.

Definir metas muito altas ou muito baixas pode produzir volatilidade significativa no desempenho da campanha. Por exemplo, uma campanha típica de pesquisa de marca provavelmente tem um ROAS muito mais alto do que uma campanha sem marca.

Não defina suas metas de conversão de acordo com o que você vê nos termos da marca. Ao fazer isso, a segmentação e o alcance podem ficar limitados, o que significa menos conversões e desempenho insatisfatório.

 

Nº 3: lembre-se de verificar as configurações de ativos automatizados

As configurações automatizadas são muito importantes.

Os anunciantes ainda precisam manter algum nível de controle. Isso é ainda mais verdadeiro para indústrias altamente regulamentadas.

Se você tiver uma página de destino específica para direcionar os usuários, desative a configuração de expansão de URL no nível da campanha. Se você precisar manter o controle total do texto e dos recursos do anúncio, desmarque a caixa que permite ao Google criar e implementar ativos em seu nome.

 

Nº 4: use sinais de público de alta intenção para começar

Outra configuração de “tudo ou nada” a ter em mente são os sinais de público.

Os sinais de público fornecem essencialmente ao Google um guia sobre que tipos de clientes encontrar e perseguir.

Comece adicionando sinais de público-alvo de alta intenção às suas campanhas PMax para impulsionar o desempenho.

Os sinais de público de alta intenção podem incluir:

  • Cliente primário ou dados de compra.
  • Visitantes ou engajadores do site.
  • Públicos-alvo no mercado.
  • Públicos-alvo personalizados ou combinados.

Adicionar sinais de público-alvo amplos, como segmentos de afinidade ou estilo de vida, não será suficiente para o Google saber quem é seu melhor cliente.

 

Nº 5: adicione termos de marca como palavras-chave negativas para evitar a canibalização

Quando o PMax foi lançado, muitos anunciantes ficaram chocados com o desempenho de suas campanhas. Até que eles revisaram suas campanhas de pesquisa de marca.

O Performance Max é um tipo de campanha automatizada, o que significa que você não pode segmentar palavras-chave. Mas você pode excluí-las.

À medida que o Performance Max continua a se sofisticar, o Google agora permite listas de palavras-chave negativas para essas campanhas.

No mínimo, crie uma lista de palavras-chave de marcas direcionadas e exclua-as do PMax. Isso permite que sua campanha de pesquisa testada e comprovada seja executada e otimizada normalmente, sem que o PMax canibalize quaisquer esforços existentes, e seja realmente usada como um complemento às campanhas de pesquisa.

 

O sucesso está nas configurações

As campanhas do Google Performance Max podem ser uma ferramenta poderosa para muitos anunciantes se configuradas e gerenciadas da maneira certa.

Tal como acontece com todos os novos tipos de campanha, vale a pena testar para identificar se é adequada para a sua marca.

Ao ter uma compreensão clara dos objetivos, metas, direcionamento de público-alvo e direção criativa, o Performance Max pode ser o impulso que seu programa de PPC (pay per click) precisa para atrair mais clientes em maior escala.

Fonte: Search Engine Journal

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Gemini geração de imagem

Google suspende geração de imagens por IA após erros históricos e raciais

O Gemini, ferramenta de IA do Google, gerou imagens dos nazistas e dos fundadores dos EUA como pessoas negras, gerando debate sobre racismo

Threads da Meta e Facebook

Ainda tentando! Meta está testando postagens cruzadas do Facebook para Threads

Segundo a Meta, o recurso ainda está em teste para usuários do iOS e pretende facilitar o cruzamento de postagens entre Facebook e Threads

Gemini no Performance Max do Google

Google está adicionando Gemini às campanhas Performance Max

Google anunciou está adicionando seu modelo de linguagem IA Gemini às campanhas Performance Max, para ajudar a criar campanhas mais eficazes

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.