Onde anunciar além do Google? 5 alternativas para diversificar seus anúncios e crescer

O Google Ads não é a única maneira de atrair novos clientes. Descubra as 5 alternativas para diversificar sua estratégia de marketing

Que o Google Ads domina o cenário de publicidade online, você já sabe. Afinal, os anúncios do Google são publicados no buscador e em sites parceiros, além de aparecer no YouTube, Gmail, Shopping e em outros locais. A variedade é grande. 

Sendo assim, é inegável que a rede do Google é um dos melhores lugares para as marcas apresentarem seus produtos ou serviços aos consumidores. A ampla variedade de ofertas de anúncios a torna muito mais atraente.

No entanto, por mais que sejam várias as vantagens, os anúncios do Google não não a única maneira de atrair novos clientes e reengajar os já existentes.

Se o desempenho da sua campanha já atingiu um patamar ou você está apenas procurando diversificar e alcançar novos públicos, você tem opções. E são essas opções que apresentaremos aqui. 

 

Razões para expandir além do Google Ads

Existem vários motivos para diversificar sua estratégia de plataforma de anúncios em vez de depender de apenas um. Aqui estão três razões principais para expandir:

  1. Aumento dos custos por clique (CPCs) e da concorrência no Google Ads.
  2. Eficiências reduzidas à medida que a parcela de impressões aumenta.
  3. Públicos inexplorados e segmentos de usuários.

 

Lidando com CPCs crescentes e concorrência

Lembra-se dos dias de listagens gratuitas do Google Shopping e CPCs de palavras-chave de marca bem abaixo de US$ 1? A vida era muito mais fácil então – e mais barata.

Hoje, não é raro ver certos relatórios de setores sobre CPCs bem acima de US$ 50 por clique.

Uma vez que os orçamentos de marketing estão reduzidos e os CPCs mais altos, há menos tráfego no site para as marcas. Esse é um ótimo argumento para ramificar fora do Google Ads.

 

A alta parcela de impressões nem sempre é igual a um alto retorno sobre o investimento em publicidade (ROAS)

Suas campanhas do Google Ads atingiram um platô de desempenho?

Certifique-se de verificar suas métricas de parcela de impressões de pesquisa. Se sua marca está aparecendo consistentemente quase 100% do tempo, você está explorando seu mercado atual.

Não apenas seu mercado-alvo é explorado, mas as campanhas provavelmente também apresentam baixo desempenho porque as mesmas pessoas estão vendo seus anúncios repetidamente.

Provavelmente, esses usuários:

  • Já compraram seu produto ou serviço.
  • Ainda estão no modo de compras ou descoberta.
  • Decidiram que seu produto não é adequado.

Sendo assim, a maximização da parcela de impressões provavelmente leva à diminuição das métricas de eficiência de custo, como um menor retorno do investimento em publicidade (ROAS) ou menor taxa de conversão.

 

Públicos inexplorados e segmentos de usuários

Por mais popular que seja o Google, ele não é o mecanismo de pesquisa padrão de todos.

Por exemplo, o lançamento do Bing com inteligência artificial (IA), obteve uma força que elevou o uso da plataforma da Microsoft.

Além disso, existem inúmeras plataformas que permitem que você chegue aos seus clientes antes mesmo de iniciarem a pesquisa!

Com tudo isso dito, abaixo estão listadas cinco alternativas à plataforma de anúncios do Google.

 


1. Anúncios da Microsoft

Existem muitos motivos para utilizar o Microsoft Ads. Com suas crescentes parcerias com empresas como Netflix, a Microsoft continua ganhando participação de mercado.

Na verdade, o Microsoft Bing atende 13,2 bilhões de pesquisas por mês.

Alguns dos principais motivos para usar o Microsoft Ads incluem:

  • CPCs e concorrência historicamente mais baixos.
  • Importação de anúncios do Google fácil de usar.
  • Recursos exclusivos de segmentação de público.

Se sua marca está em um setor competitivo com CPCs altos, pode ser uma boa opção testar os anúncios de pesquisa da Microsoft. CPCs mais baixos darão mais tráfego à sua marca com um nível de gasto eficiente.

A Microsoft também tem muitos dos mesmos recursos do Google Ads, o que facilita gerenciar as duas plataformas.

Além disso, o recurso de importação permite controlar e gerenciar quais campanhas de pesquisa você gostaria de replicar e mover para a plataforma. Dessa maneira, não há necessidade de recriar do zero suas campanhas de melhor desempenho.

Por fim, não vamos esquecer um novo recurso que a Microsoft possui e que o Google não possui: uma colaboração recente com o Roku. A parceria oferece informações exclusivas de dados entre canais, oferecendo melhores opções de segmentação para anunciantes e uma nova maneira de se conectar com clientes em potencial.

 

2. Anúncios do LinkedIn

Esta plataforma é obrigatória para testes, especialmente para empresas B2B.

Não surpreendentemente, os anúncios do LinkedIn ganharam popularidade ao longo dos anos, o que significa mais concorrência. Dessa forma, se você deseja testar a plataforma, espere ver CPCs mais altos.

No entanto, não deixe que CPCs potencialmente altos o desviem. Muitas empresas B2B encontram usuários mais qualificados no LinkedIn.

O que isso significa para os negócios?

  • Maior relevância.
  • Mais negócios fechados.

Devido ao sucesso da plataforma, muitas empresas estão dispostas a pagar mais por essa interação inicial devido aos recursos altamente direcionados.

Algumas das opções de segmentação cobiçadas para escolher incluem (mas não estão limitadas a):

  • Cargos (mais caros).
  • Empresa Indústria.
  • Função de trabalho.
  • Habilidades do Membro.
  • Interesses/grupos de membros.
  • Tamanho da empresa.

 

3. Anúncios de pesquisa da Apple

Esta plataforma de publicidade é essencial para empresas de aplicativos.

Nos últimos 12 meses, a Apple mais que dobrou suas oportunidades de posicionamento de anúncios e inventário na loja de aplicativos.

Com a introdução da transparência de rastreamento de aplicativos pela Apple em 2021, tornando mais difícil atribuir esforços de anúncios em outras plataformas. Sendo assim, a Apple tem uma vantagem com sua própria plataforma.

As seguintes opções de segmentação estão disponíveis para anunciantes de aplicativos:

  • Tipo de dispositivo.
  • Localização.
  • Palavra-chave.
  • Tipo de Cliente.
  • Demografia.

Atualmente, os anúncios de pesquisa da Apple oferecem as seguintes opções de formato de anúncio, abrangendo usuários de todo o funil:

  • Anúncios da guia Hoje: esse formato de anúncio aproveita uma página de produto personalizada que você cria no App Store Connect. Desse modo, use esse formato se estiver segmentando usuários em uma fase de descoberta.
  • Anúncios da guia de pesquisa: esse formato de anúncio é exibido na parte superior da guia de pesquisa quando um usuário pesquisa aplicativos. Ele aparece, assim, acima de qualquer listagem orgânica.
  • Anúncios de resultados de pesquisa: esse formato de anúncio permite que lances de palavra-chave sejam exibidos na guia Pesquisar quando um usuário pesquisa. Ele aproveita, dessa forma, a listagem da loja de aplicativos ou uma página de produto personalizada criada.
  • Anúncios de página de produto: esse formato de anúncio mostra quando os usuários estão pesquisando ativamente a página do produto de um aplicativo específico. É mostrado na parte inferior da página de um produto.

A Apple oferece uma plataforma básica para iniciantes ou uma plataforma avançada para anunciantes experientes.

Outro benefício é que não há gasto ou investimento mínimo. O preço dos anúncios da Apple usa um modelo de custo por toque (CPT), que é exatamente como o modelo de custo por clique (CPC) do Google.

 

4. The Trade Desk

Se você está procurando uma experiência mais controlada para anúncios gráficos ou em vídeo em comparação com o Google Ads, vale a pena testar a plataforma programática The Trade Desk (TDD).

De uma perspectiva de segmentação, os anunciantes têm um suprimento quase infinito de segmentos de público, que podem incluir dados próprios e de terceiros.

Além disso, os anunciantes podem aproveitar os sinais contextuais e do comprador para criar audiências, incluindo:

  • Compras no varejo.
  • Ações off-line.
  • Dados comportamentais.
  • Dados no aplicativo.
  • Dados da TV conectada.

Os anunciantes também têm acesso a mais de 150 editores no The Trade Desk.

A plataforma programática oferece aos anunciantes a capacidade de alcançar inventário exclusivo e premium nas seguintes áreas:

  • Televisão conectada.
  • Vídeo.
  • Áudio.
  • Digital OOH.
  • Móvel.
  • Nativo.

Recentemente, a TDD anunciou grandes atualizações para sua plataforma, incluindo sua nova plataforma de IA, Kokai.

Portanto, embora o TDD não tenha um componente de pesquisa, a programática desempenha um componente vital em uma estratégia de marketing abrangente.

 

5. Anúncios do Quora

O Quora Ads tem uma plataforma exclusiva de conteúdo de perguntas e respostas que permite capturar a intenção de pesquisa do usuário. Normalmente, essa plataforma tem um bom desempenho com marcas B2B, mas mais marcas B2C também estão obtendo sucesso.

Atualmente, o Quora tem mais de 300 milhões de usuários ativos mensais e mais de 300.000 tópicos exclusivos.

Essa plataforma não apenas pode trazer tráfego valioso para o seu site, mas também pode ajudar na autoridade da marca da sua empresa.

Como os usuários estão procurando respostas confiáveis ​​e suporte de uma comunidade, aparecer como uma marca confiável pode aumentar sua credibilidade.

Desde a introdução do Quora Ads, a plataforma expandiu suas ofertas para vários formatos de anúncio e opções de segmentação. Como:

  • Segmentação contextual (perguntas, tópicos ou palavras-chave).
  • Segmentação de público (tráfego do site, correspondência de clientes, semelhante).
  • Segmentação comportamental (interesse, palavra-chave ou histórico de perguntas).
  • Segmentação ampla (incluindo segmentação automática).

Quanto às ofertas de formato de anúncio, a plataforma oferece:

  • Anúncios de texto.
  • Anúncios gráficos.
  • Respostas Promovidas.
  • Formulários de geração de leads.
  • Anúncios em vídeo.

 

Diversifique os seus anúncios!

Uma boa estratégia de marketing digital atinge o usuário certo, na hora certa, com a mensagem certa. 

Dessa maneira, experimentar outras opções fora do Google Ads pode fornecer à sua marca a oportunidade de expandir e aparecer em locais inexplorados que podem ser bem aproveitados.

Assim, cada plataforma aqui listada tem características únicas que podem te ajudar a alcançar seus objetivos de anúncios. 

Portanto, analise bem as opções e avalie se vale a pena diversificar seu portfólio de marketing digital e criar novas estratégias que te levarão para o sucesso. 

Fonte: Search Engine Journal

Quer saber de tudo, antes de todos?

Receba as principais notícias e atualizações sobre redes sociais, ads e marketing digital resumidas no seu e-mail!

Isso pode te interessar:

OPINE:

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Google Ads

Checklist do Google Ads: 5 maneiras de auditar e otimizar suas campanhas

Aumente seu sucesso no Google Ads! Audite, otimize e direcione o público certo para maximizar o ROI e as conversões

Não pague à Apple! Meta compartilha dicas para evitar taxas de impulsionamento de posts

A Meta publicou um infográfico dando quatro dicas para anunciantes evitarem a taxa de 30% da Apple ao impulsionar seus anúncios

Telegram ou WhatsApp? O que usar no seu marketing

Telegram ou WhatsApp: qual usar no seu marketing?

Telegram ou WhatsApp? Qual usar dentro das suas estratégias de marketing? A resposta não é tão simples quanto parece.

Aqui você encontra as principais notícias sobre Marketing Digital e atualizações sobre o mundo das Redes Sociais, Ads, Infoprodutos, Vendas Online.